25/03/2020

Diante da sobrecarga dos serviços de saúde, campanha solidária é contribuição da advocacia paranaense

A pandemia da COVID-19 tem mostrado que mesmo países desenvolvidos, dotados de bons hospitais e de uma rede ampla de unidades básicas, têm enfrentado dificuldades para atender a todos. Nenhuma nação estava preparada para o ineditismo da situação. Em fevereiro, no auge das contaminações na China, dois hospitais foram construídos às pressas em Wuhan, o epicentro da epidemia no país. Na Itália, profissionais da saúde relatam o drama de escolher a quem atender quando a escassez de recursos não permite vir em auxílio a todos.

Os hospitais de campanha, improvisados em estádios, são outro exemplo das medidas emergenciais que estão sendo adotadas mundo afora para tratar contaminados pela COVID-19 em estado leve ou moderado. Esta semana o governo norte-americano anunciou a criação de 4 mil leitos distribuídos nos estados mais afetados dos EUA – Nova York, Washington e Califórnia. O Estádio do Pacaembu, em São Paulo, também está sendo convertido em hospital de campanha com 200 leitos. Medida semelhante é estudada em outros estados, inclusive o Paraná.

Advocacia contra a pandemia

Elogiado no mundo todo por sua capilaridade e universalidade, nosso Sistema Único de Saúde, está estruturado, com as deficiências que todos conhecemos, para tempos de normalidade. Não é o que temos agora. A excepcionalidade exige mais. O momento desafiador pede a união da advocacia para que, honrando nossa tradição de servir a sociedade, darmos também agora nossa contribuição. Por isso, a OAB Paraná, por meio de decisão se sua diretoria expressa pela resolução nº 5/2020, em todo o seu sistema, com a Caixa de Assistência dos Advogados do Paraná (CAA-PR), a Escola Superior de Advocacia (ESA) e a OABPrev Paraná une-se em parceria com o Instituto dos Advogados do Paraná para lançar a campanha “Advocacia Contra a Pandemia”.

De acordo com a vice-presidente da OAB Paraná, Marilena Winter, que coordena a campanha junto com o presidente do Instituto dos Advogados do Paraná, Tarcísio Kroetz, os recursos arrecadados por meio de depósitos feitos em conta da Caixa Econômica Federal aberta para esse fim serão destinados à compra de equipamentos médicos, insumos e Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para auxílio às unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o estado. “Sabemos que são materiais de contínua reposição. A contribuição para esse fim específico é uma forma de sermos solidários”, destaca Marilena.

“Conclamamos nossos associados, os colegas de profissão e luta e instituições associadas fazer doações. O IAP está atento à sua finalidade social e aos compromissos firmados por ocasião da adesão ao Pacto Global da ONU, de guardião dos valores da advocacia paranaense. Mais que nunca, expressamos a crença no Direito e na Justiça como instrumento inexorável do exercício da advocacia solidária”, pede Kroetz.

Nossas dificuldades individuais não são poucas, mas sabemos que só o espírito de cooperação fraterna nos permitirá superar os obstáculos impostos pela pandemia da COVID-19. Contamos com a ajuda de todos quantos puderem para auxiliar aqueles que dedicam a vida a cuidar de todos nós.

As contribuições para a campanha podem ser feitas com depósitos para:
Caixa Econômica Federal
Conta Corrente: 1010-5
Agência: 3708-7
CNJP: 77.538.510.0001-41

Fonte: Assessoria de Comunicação da OAB Paraná.

Newsletter

Cadastre-se para receber em seu email nossa newsletter.

Desenvolvido por ledz.com.br